I LIGA: TONDELA, 1 – BOAVISTA, 2 Imprimir
Escrito por Zé Beirão   
Seg, 25 de Janeiro de 2016 23:55

Nova derrota em casa quase "decide" o adeus à I Liga

DSC 0495

Jogando contra 10 desde os 36 minutos, o Desportivo de Tondela não foi capaz de impor um cariz de jogo eficaz, perante um Boavista que acredita que vai conseguir manter-se na I Liga

As duas equipas entraram bem no jogo, deixando antever que ambas queriam marcar e ganhar para, dessa forma, darem um pulo na tabela, tentando chegar a aproximação ás equipas que seguem imediatamente acima.

DSC 0500Manager File Suffix Contudo, o Boavista apresentava melhores argumentos para o conseguir, defendendo bem e partindo para o contra-ataque e, dessa insistência, nasce o 1.º golo a seu favor, que surge através de um pontapé de canto que Iriberri converte, com o novo guardião da casa a ficar mal na fotografia. Iam decorridos 24 minutos de jogo.

O Tondela foi em busca do prejuízo e esteve perto de marcar, quando um atleta seu, só com o guardião pela frente, desperdiça a oportunidade, mas continua a pressionar. Aos 32 minutos, Wagner é rasteirado dentro da área e o árbitro manda apontar o castigo máximo, que Nathan transforma. Vá lá, já se marcam penaltis.

O intervalo chegou com os locais a darem mostras de que o empate servia, pela dificuldade que tinham em rasgar a defensiva nortenha.

O anti jogo boavisteiro Na segunda parte, o jogo entra depois numa toada incaracterística, com algumas quezílias, com o Tondela a “mastigar” demasiado a bola, enquanto os boavisteiros iam fazendo pela vida, jogando no erro do adversário, mostrando que, eles sim, acreditavam na vitória.

Sem resultados práticos, a forma atávica dos locais a nada ia conduzindo, com o tempo a passar e as oportunidades a não verem a concretização, para desespero da massa associativa.

DSC 0494 Com esse “mastigar”, os forasteiros iam levando a bola com perigo à área da casa e, numa dessas insistências, conseguem mais um pontapé de canto, que é transformado por Idris. Estava feito o resultado. Faltavam 10 minutos para terminar o encontro, com as substituições da equipa da casa a não resultarem.

DSC 0498 A partir daqui, viu-se um Boavista a gerir a vantagem e entrar no anti-jogo, com muitos atletas a caírem, por tudo e por nada, para a “banheira”. O jogo esteve várias vezes interrompido e não dava mais nada. Dessa forma, o árbitro deu mais 9 minutos de jogo e mesmo depois dos 90, o anti-jogo continuou.

Xavier e Tony Pratas Emissora Beiras Portanto, é assim que se ganha muitas vezes. O Boavista soube estudar o adversário, assuntou os seus pontos fracos e ganhou três pontos preciosos.

"Perdidos no nevoeiro"...

Curiosamente, no site do Clube Desportivo de Tondela é escrito que os atletas estiveram "perdidos no nevoeiro"... É certo que o nevoeiro fez a sua aparição, mas nada com que os boavisteiros também não contassem. Durante o nevoeiro mais intenso, o jogo esteve parado mas, com boa vista, os pupilos de Petit, não foram capazes de marcar mais do que uma vez.

De qualquer modo, dizer que o presidente Gilberto Coimbra merecia mais desta equipa e dos treinadores que com ela têm trabalhado. Agora, o Beto poderá não ter tido a iniciativa de ir buscar, ainda,  melhores jogadores e se estes lhe foram indicados como os mais capazes de assumir a permanência, já é de ter certas dúvidas...

  • JOGO: Estádio João Cardoso, em Tondela
  • ÁRBITRO: Tiago Antunes
  • AO INTERVALO: 1-1
  • MARCADORES: Iriberri (23), Nathan (31 gp) e Idris (82)
  • DISCIPLINA: Cartão amarelo para Gabriel (19 e 36), Mesquita (30), Hackman (57), Carlos Santos (57), Lucas Souza (57), Idris (63),Rúben Ribeiro (66) e Mika (90+7). Cartão vermelho por acumulação de amarelos a Gabriel (36).

TONDELA, 1

  • Zubikarai; Kaká, Lucas Souza (Erick Moreno 62), Nathan Júnior, Tikito, Nuno Santos (Dolly Menga 54), Bruno Monteiro, Wagner (Murillo 74), Raphael Guzo, Oto’o Zue e Romário Baldé.
  • NÃO UTILIZADOS: Cláudio Ramos, Bruno Nascimento, Luís Alberto e Hélder Tavares.
  • TREINADOR: Petit.

BOAVISTA, 2

  • Mika; Gabriel, Vinicius, Rúben Ribeiro, Hackman, Renato Santos (Anderson Santos (90+4), Idris, Luisinho (Afonso Figueiredo 45), Iriberri (José Manuel 68) e Philipe.
  • NÃO UTILIZADOS: Mamadou Ba, Uche, Mário Martinez e Carlos Santos.
  • TREINADOR: Erwin Sánchez.

NAS CABINES:

O técnico Enwin Sánchez, disse que foi uma “vitória saborosa”, que os adeptos do Boavista foram o seu 12.º jogador, os seus jogadores deram tudo em campo e que a sua motivação era “os pontos” que estavam em disputa. Para si, a equipa vai continuar a trabalhar, não baixa os braços, ainda tem muitos pontos à frente e que “merece ficar na I Liga”.

Petit, disse que ainda tudo é possível e que já no próximo jogo na Madeira com o Nacional quer ir buscar os três pontos.

Foi perguntado a Petit pela equipa que jogou em Alvalade e foi respondido que esta não era uma pergunta. (?)

RESULTADOS:

  • V. Setúbal – Académica 2-1
  • Moreirense – Estoril 1-3
  • U. Madeira – Nacional 3-0
  • Benfica – Arouca 3-1
  • P. Ferreira – Sporting 1-3
  • Belenenses – Guimarães, 3-3
  • Braga – Rio Ave 5-1
  • Porto – Marítimo 1-0
  • TONDELA – Boavista 1-2

PRÓXIMA JORNADA:

  • Sporting – Académica
  • Marítimo – Belenenses
  • Moreirense – Benfica
  • Arouca – P. Ferreira
  • Boavista – Braga
  • Estoril – Porto
  • V. Guimarães – U. Madeira
  • Nacional – TONDELA
  • Rio Ave – V. Setúbal

CLASSIFICAÇÃO:

PosClubeJVEDPts.
1 Sporting CP 19 15 3 1 48
2 SL Benfica 19 15 1 3 46
3 FC Porto 19 13 4 2 43
4 SC Braga 19 10 5 4 35
5 FC P.Ferreira 19 8 5 6 29
6 Vitória SC 19 7 6 6 27
7 Rio Ave FC 19 7 4 8 25
8 Vitória FC 19 6 7 6 25
9 FC Arouca 19 5 9 5 24
10 Estoril Praia 19 6 5 8 23
11 U. Madeira 19 6 5 8 23
12 Os Belenenses 19 5 7 7 22
13 Marítimo M. 19 6 3 10 21
14 Moreirense FC 19 5 5 9 20
15 CD Nacional 19 4 5 10 17
16 A. Académica 19 4 5 10 17
17 Boavista FC 19 4 4 11 16
18 CD Tondela 19 2 3 14  9