Imprimir
Sáb, 07 de Abril de 2012 09:05

jogos_desportivos_apresentacao_em_ferreiros.jpg Com a presença dos dirigentes das associações e autarcas de várias freguesias do Concelho, teve lugar na tardinha de quarta-feira, dia 4 de Abril, nas instalações da Associação Vale do Dão, em Ferreirós do Dão, a apresentação oficial dos XIV Jogos Desportivos do Concelho de Tondela, da responsabilidade da Câmara Municipal de Tondela com sessão de abertura marcada para o dia 5 de Maio e o final para 30 de Junho, envolvendo as modalidades de Andebol, Aquadanse, Basquetebol, Boccia, Capoeira, Carros de Rolamentos, Cicloturismo, Damas, Desportos de Aventura, Futebol de 7, Futsal, Ginástica, Gira Volei, Jogos Tradicionais, Karaté, Natação, Orientação-Ori-BTT, Pétanca, Ténis, Ténis de Mesa, Tiro ao Alvo, Xadrez e Rugby.

pavilhao_ass_vale_do_dao.jpg associacao_vale_do_dao.jpg No início da sessão, com apresentação de Carlos Henriques, chefe do Gabinete do Desporto do Município, foi dada a palavra ao anfitrião, António Mendes, Presidente da Associação Vale do Dão, que se sentiu honrado com aquela realização na casa que dirige e ao Presidente da Junta de Freguesia, Luciano Alves, sendo de seguida visionado um víeo sobre os Jogos realizados no ano anterior, sempre sob o signo da alegria, da festa do desporto, do companheirsimo e da amizade.

Com a presença, na mesa de honra, do Presidente da Câmara, de todos os vereadores, do representante da Assembleia Municipal, Sérgio Rodrigues e de Maria João, da ACRE da Ermida (Tondela), em representação de todas as associações, Carlos Marta salientou a importância destes Jogos e de outras actividades recreativas e culturais, na justa medida em que "mereciam continuar", não obstante as dificuldades, "porque movimentam o nosso Concelho, as nossas associações", além de movimentarem os dirigentes e os atle dirigentes_asociativos.jpg tas em geral.

O autarca referiu que, no domínio do desporto, era de salinetar o "comabte ao sedentarismo", indo ser, brevemente, assinado com as Juntas de Freguesia os respectivos protocolos, neste âmbito, para o ano de 2012 e desta, forma, o autarca entende que "estas actividades são fundamentais", que devem "merecer o contínuo carinho e apoio da Câmara Municipal", dando a informação de que, no ano anterior, estiveram presentes 1.500 praticantes, com 50 associações inscritas e o objectivo de 2012, "é o de que, este ano, apesar da quebra significativa da natalidade" que iria afectar o Concelho nos próximos tempos, Carlos Marta disse esperar que as instituições, o movimento associativo em geral, a autarquia consiga que mais associações estejam presentes e que "mais jovens possam participar nas nossas diferentes actividades", desafiou o autarca.

Carlos Marta lembraria que os Jogos Desportivos "já fazem parte da nossa vida anual, do nosso colectivo" e, desse ponto de vista, "devem merecer um apoio claro do Município de Tondela, para que ele possa ser cada vez mais forte", enfatizou.

jogos_fazem_parte_da_nossa_vida_colectiva.jpg O autarca encareceu a descentralização da apresentação dos Jogos e de outras iniciativas do Muncípio, lembrando que no ano passado o mesmo acontecimento se realizou na ARCA, de Alvarim (Dardavaz), a abertura dos Jogos Desportivos no Borralhal (Barreiro de Besteiros), foram levadas a cabo outras actividades por todo o território do Concelho e naquele dia, em Ferreirós do Dão, julgando, com isso, estar a dar "um bom exemplo de trazer gente, pessoas de diferentes freguesias a Ferreirós do Dão, para conhecerem também a realidade local e esperamos, ao longo das próximas edições, passar noutros locais do nosso Concelho".

Com esta forma de lançar e realizar iniciativas desta natureza, Carlos Marta diz querer "uma participação activa de todos, do movimento associativo, mas também o envolvimento das populçações locais", já que, desta forma o autaraca assevera que a autarquia "está a contribuir para a coesão do nosso território", para afirmar que, se as pessoas estiverem atentas ao que se passa ao nível local, regional e nacional, "nós somos dos poucos concelhos que, apesar de todos os problemas, de todas as dificuldades, estamos a marcar o ritmo, estamos praticamente, todas as semanas ou todos os meses a fazer actividades, realizações que permitam que, desta forma também, darmos um forte contributo para ultrapassar essas dificuldades e a crise que todos nós atravessamos", enfatizou.

Não é baixando os braços, não é desistindo de lutar que os problemas se resolveriam, referiu Carlos Marta, "nós temos, todos, de fazer a força suficiente e a coragem para fazermos de um problema, uma aposta em que seremos capazes de o ultrapassar e de criarmos condições para contiuarmos na senda do progresso e do desenvolviemnto", concluiu.