MAIS DE DUAS MIL ÁRVORES foram plantadas em Caparrosa

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, participou este sábado, dia 26 de Janeiro, numa acção de plantação de mais de duas mil árvores autóctones em Caparrosa, no concelho de Tondela.

Essa plantação tem o objectivo de “criar um bosque que sirva de exemplo do que pode ser feito para evitar os incêndios florestais”.

“A ideia surgiu na sequência da catástrofe dos incêndios de Outubro de 2017”, contou o presidente da Junta de Freguesia de Caparrosa e Silvares, Mário Simões.

O próprio parque desportivo da Lomba, onde foram plantadas as árvores, “foi completamente destruído” e “todas as estruturas de apoio, que eram em madeira, também”, contou.

  • Congregação de vontades no combate às
  • árvores de crescimento rápido

A preocupação pelo abandono da floresta e pelo caminho que tem sido feito de substituição “das espécies autóctones e resistentes ao fogo por outras exóticas e de crescimento rápido, que potenciam muito a perigosidade dos incêndios florestais”, levou ao congregar de vontades.

Mário Simões disse que, na sequência de alguns contactos, o Rotary Club de Coimbra (núcleo de Santa Clara) e a empresa Águas do Planalto, que tem uma captação na zona, se disponibilizaram para ajudar.

Também o Secretário de Estado das Floresta achou a ideia “fantástica”, como “modelo de intervenção”, e marcou presença na iniciativa.

Entre as árvores plantadas há exemplares de carvalho negral e alvarinho, castanheiro, freixo, pinheiro manso, sobreiro e arbustos, como medronheiros.

A escolha do parque desportivo da Lomba prendeu-se com o facto de ser “um local de lazer, de prática desportiva, onde as pessoas vão fazer os seus piqueniques”, tendo a visibilidade necessária.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »