MAIS SETE FAMÍLIAS COM CASAS NOVAS no concelho de Tondela

????????????????????????????????????

No âmbito do Programa de Apoio à Recuperação das Habitações Permanentes, foram ontem (17 de Abril) entregues mais seis habitações de reconstrução total, a famílias do concelho de Tondela.

A sétima habitação entregue foi reconstruída com verbas da conta solidária do Município de Tondela.

As entregas simbólicas, mesmo debaixo de chuva, aconteceram na Adiça, seguindo-se outras seis nas localidades de Dardavaz, Alvarim, Gândara, Tonda, Lajeosa do Dão e Penedo. Em todas as famílias contempladas, o mesmo registo de alegria por terem de volta o lar que o fogo levou e agora recebem melhorado e como novo. 

Falta entregar apenas 30 habitações

Nesta ocasião, a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, explicou que, ao abrigo do programa de apoio do Governo, já foram entregues às famílias, 71% das habitações. Até ao final do mês estimam atingir os 80%. 

No concelho de Tondela, a maioria das habitações já foi entregue às famílias, encontrando-se por entregar 30, já em estado muito avançado de construção. 

O presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António de Jesus, referiu que esta foi a terceira vez que procederam à entrega de casas em menos de um mês, recordando que este tem sido um processo muito exigente.

A entrega de uma das casas contou com a presença da presidente do movimento cívico ”Lírio Azul”, que vem procedendo à entrega de roupas de cama, mantas polares e atoalhados a estas famílias, com doações de grandes empresas que, desta forma, também querem colaborar com as entidades que, no terreno, estão a ajudar as famílias, aquelas que, no incêndio de 15 de Outubro de 2017, viram tudo o que tinham ser destruído.

Devolver habitação às famílias foi prioridade do Município

À comunicação social, José António de Jesus, sustentou a tese de que as obras de proximidade no concelho estiveram paradas, de há um ano a esta parte, porque se teria imposto que, face à gravidade da situação daqueles que ficaram sem tecto, fruto do grande incêndio de 2017, a primeira prioridade era a reconstrução das casas ardidas e a sua devolução, como novas, aos seus proprietários.

Como a entrega total se está aproximar do fim, o chefe do executivo tondelense garante que as obras de proximidade nas freguesias, entre outras, vão ser retomadas, lembrando que na próxima sessão da Assembleia Municipal, de 29 de Abril, irá ser escalpelizado o destino a dar a um montante que, a grosso modo, se cifra em 8 milhões de euros.

Dentre essas obras, contam-se as que envolvem a requalificação da Frente Ribeirinha do Dinha, a instalação, no antigo armazém da Federação dos Vinicultores do Dão do Parque Tecnológico na cidade e a expansão das zonas industriais do Município, entre outras.