CÂMARA DE MANTEIGAS ALERTA para possível fecho de loja dos CTT

PORTUGAL CTT
PORTUGAL CTT

A Câmara Municipal de Manteigas enviou ofícios ao primeiro-ministro, António Costa, e ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, através dos quais manifesta preocupação pelo eventual fecho da loja local dos CTT.

O presidente do município, Esmeraldo Carvalhinho (PS), expressa nos documentos a preocupação da autarquia “ao ter tomado conhecimento que a administração dos CTT se prepara para encerrar a loja” de Manteigas, que está ao serviço público “desde tempos imemoriais”, entregando a prestação do serviço de correio a uma entidade privada.

Segundo o autarca socialista, a estação dos CTT da vila de Manteigas é a única que serve o concelho que está localizado em pleno coração da Serra da Estrela, no distrito da Guarda.

“Não existem alternativas que garantam a prestação completa dos serviços actualmente prestados, nomeadamente ao grupo da população mais idosa e vulnerável”, justifica Esmeraldo Carvalhinho.

“Os correios não são um negócio”

O autarca alega ainda que “os Correios não são um negócio”, mas antes “um instrumento insubstituível para a coesão social, económica e territorial” do país.

“Ao Estado cabe a responsabilidade de garantir que os serviços postais são assegurados em igualdade de circunstâncias a todos os cidadãos sem discriminação de qualquer espécie”, remata.

Segundo o documento, o executivo municipal presidido por Esmeraldo Carvalhinho decidiu “exigir à administração dos CTT que reverta a intenção de encerramento da estação de Manteigas, mantendo o seu funcionamento nos moldes e horários atuais, disponibilizando o leque de serviços que têm vindo a ser prestados, mas reforçando a sua qualidade”.

A finalizar, a Câmara Municipal de Manteigas apela ao Governo liderado por António Costa que “reverta o processo de privatização dos CTT”.