COVID-19: HUF PORTUGUESA ENTRA EM “LAY OFF”

A empresa Huf Portuguesa, localizada em Tondela, decidiu entrar em “lay off” e pedir aos colaboradores que têm direito a férias de 2019 ou a compensação por trabalho extraordinário para ficarem em casa.

Em comunicado, a Huf Portuguesa explica que tomou estas medidas porque, atendendo à evolução da pandemia do novo coronavírus, os seus principais clientes – PSA, BMW e Ford – encerraram as suas fábricas europeias.

Situada na zona industrial da Adiça, a empresa decidiu “acordar com a Comissão de Trabalhadores (CT) a utilização do apoio extraordinário à manutenção dos contratos de trabalho aprovado pelo Governo português na portaria Nº 71-A/ 2020 de 15 de Março”.

“Em princípio, a empresa irá optar por um mês de ‘lay off’ e, posteriormente, será decidida em conjunto com a CT a possibilidade de estabelecer um período de férias de 2020 e a constituição de uma bolsa de horas”, explica.

A Huf Portuguesa termina o comunicado reforçando “o apelo das autoridades de saúde para o cumprimento de todas as medidas de prevenção, quer no local de trabalho, quer junto das famílias dos seus colaboradores”.

Em Portugal, a Direcção-Geral de Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infecção para 785, mais 143 do que na quarta-feira. O número de mortos no país subiu para três.

Dos casos confirmados, 696 estão a recuperar em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinala 6.061 casos suspeitos até hoje, dos quais 488 aguardavam resultado laboratorial. Das pessoas infectadas em Portugal, três recuperaram.

De acordo com o boletim, há 8.091 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde. Actualmente, há 24 cadeias de transmissão activas em Portugal.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de hoje.