RESTRIÇÃO DE VISITAS E OUTRAS MEDIDAS PREVENTIVAS NO CENTRO HOSPITALAR TONDELA-VISEU

O “Corona vírus” está aí, já chegou a Portugal, através de pessoas que regressaram de países afectados e é necessário tomar medidas preventivas

Atento aos recentes dados epidemiológicos verificados em Portugal, que apontam para uma maior incidência de casos positivos de infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19) na região norte e à constante evolução do conhecimento acerca desta epidemia, o Conselho de Administração do Centro Hospital Tondela-Viseu tem vindo a adoptar “as medidas entendidas como adequadas para proteger os doentes, os profissionais de saúde e toda a população”.

Entre essas medidas, destacam-se a suspensão temporária de estágios clínicos dos estudantes das universidades, escolas superiores e técnico-profissionais; eventos públicos; métodos de selecção de candidatos que envolvam a presença física dos intervenientes; actividades formativas no departamento de educação permanente; formação em serviço, com excepção da dedicada à utilização de equipamentos de protecção individual e de conhecimento relativo à COVID-19; comissões gratuitas de serviço aos profissionais de saúde para frequência de formação externa; visita de profissionais de divulgação de medicamentos e dispositivos médicos.

De forma a colaborar na contenção da propagação do COVID-19, o Conselho de Administração deliberou ainda restringir as visitas a doentes internados nos três polos que integram o Centro Hospitalar: Hospital Cândido Figueiredo, em Tondela e Hospital de São Teotónio e Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, em Viseu.