ZÉ BEIRÃO – O visual entre Canas e Tondela

Uma (vila) e outra (cidade), foram localidades promovidas depois do 25 de Abril de 1974 e, respondendo ao desafio da sua distinção que os “doutores da lei” lhes outorgaram, têm dado os passos mais significativos para corresponderem, cabalmente, a esse novo patamar honorífico.

Falo, naturalmente, da cidade de Tondela e da vila de Canas de Santa Maria, terras prenhes de História, que pode ser contada em pedras afeiçoadas, ou não, que o tempo haverá de ir desgastando com as centúrias e os milénios.

Dentro da sua nova categoria, uma e outra, vão avançando nos caminhos do progresso, com expansão, de um dos pontos cardeais – um para norte, outro para sul – estas urbes hão-de confundir-se um dia e farão, naturalmente, parte da mesma cidade.

O caminho para esse desiderato, já foi iniciado há poucos anos, quando o Município instalou iluminação moderna, passeios e passadeiras para peões, dos centros de cada uma das terras, até à Lomba – de um lado – e da Naia, de outro.

À falta de outros espaços mais acessíveis na cidade, vários tondelenses ergueram as suas casas entre Tondela e Canas de Santa Maria, com o epicentro entre os cruzamentos de Lobão da Beira e de Valverde, esta aldeia, agora a receber o saneamento básico e a fazer parte, já, da cidade.

Como manda a norma das novas construções, os novos habitantes deste autêntico bairro inter-cidade e vila, recuaram os seus muros, deixando, naturalmente, espaços que devem ser aproveitados.

É que, entre Canas e Tondela, dois ou três quilómetros, está um verdadeiro corredor pedonal, que importa salvaguardar e dar a devida segurança aos peões.

Falo dos competentes passeios, passadeiras e iluminação condigna que todos aqueles novos moradores bem justificam e merecem e, parta quantos, quer da cidade, quer da vila, possam ir a pé em ambos os sentidos, como já o fazem alguns alunos, até como forma salutar de estilos de vida saudáveis.

Já existem exemplos, entre Tondela e Molelos, o Botulho, a Adiça, Tonda e Nandufe. A cidade ligada por passeios às localidades vizinhas.

Habitantes da Lomba, reclamam…

Neste dealbar de um novo ano e, quando se perspectivam novos empreendimentos entre Tondela e Canas de Santa Maria, através do desporto e da hotelaria, julgo ser pertinente pedir ao nosso presidente do Município, que, um dia destes, mande ligar, com mais segurança para os peões, a cidade e a vila, com aqueles atavios que, hoje em dia, tanto se anseiam e os habitantes da Lomba-Naia, que o digam.

Naturalmente que os da vila e da cidade, lhes haveriam de agradecer…