CAPELA – O DE MÁ MEMÓRIA – MAIS UMA VEZ PREJUDICA A EQUIPA BEIRÃ com duas expulsões e um penalti por marcar contra o Rio Ave

A maldição Capela, o tal que, em Tondela, na época anterior, tudo fez para que o Sporting arrecadasse os 3 pontos e, por isso, fosse sancionado, voltou a fazer das suas, desta vez em Vila do Conde, frente ao Rio Ave, onde a equipa beirã foi ostensivamente espoliada da verdade desportiva.

Sem dúvida que, se ele tivesse um pingo de vergonha, ou nunca mais arbitrava um jogo do CD Tondela ou, pelo menos, evitava de voltar a prejudicá-lo. E nem o VAR lhe valeu.

Os dirigentes da Tondela SAD já tinham adiantado que respeitassem o emblema tondelense, uma vez que foi prejudicado nos últimos quatro jogos, como é referido no seu site, com expulsões e penaltis não registados.

Esta sexta-feira, em casa do Rio Ave, em noite fria e chuvosa, aconteceu um novo episódio, de mais um tremenda falta de respeito para com o CD Tondela. Num jogo em que os auriverdes foram superiores ao Rio Ave, praticamente durante toda a partida, “os erros de arbitragem foram de novo nota dominante com a equipa beirã a sair do relvado com um sentimento de grande injustiça”, diz o director de comunicação do CDT.

“O empate 2-2 e consequente ponto conquistado sabe a pouco. A pouco porque, tal como atrás referido, fomos superiores, a pouco porque voltámos a ser prejudicados com mais uma expulsão (como é fácil mostrar cartões aos nossos jogadores), a pouco porque outra vez uma bola no braço voltou a não ser sancionada com grande penalidade (as regras do futebol mudaram?”), lamenta-se.

Para a história fica o resultado, um empate a duas bolas, numa partida em que o conjunto de Vila do Conde adiantou-se aos nove minutos, no único remate que efectuou no primeiro tempo. Mas a reacção foi de grande nível, primeiro com Delgado a fazer o empate aos 24′ de cabeça, a cruzamento de Xavier e, depois, no arranque do segundo tempo, com Tomané, também de cabeça, a fazer o 1-2 depois de canto batido por Delgado, estavam jogados 52 minutos, virando o resultado, que se manteve até a um quarto-de-hora do fim.

Aos 60 minutos, com o Tondela a vencer por 2-1, Ricardo Alves vê o 2.º amarelo e o vermelho e a equipa, comandada por Pepa, fica reduzida a 10 unidades. Carlos Carneiro, adjunto de Pepa, aos 73′, é expulso do banco de suplentes. A jogar contra 10, ficava, assim, tudo mais fácil para a equipa da casa que, aos 74 minutos, consegue empatar a partida, com golo de Bruno Moreira.

Depois começaram as faltas de respeito e os erros grosseiros de arbitragem. Mais de meia hora com menos uma unidade mas ainda assim os pupilos de Pepa nunca se entregaram e lutaram até ao fim, vendo ainda a tal grande penalidade ficar por assinalar dentro da área vilacondense. Sobre esta, dizer que Bruno Moreira, aos 83 minutos dá mão na bola, mas faltou a coragem para assinalar penalti contra a equipa da casa.

Se arbitragem do Capela fosse isenta, por certo que o CD Tondela poderia ter saído de Vila do Conde, não com apenas um, mas com três pontos.

De qualquer modo, referir, ainda, que Cláudio Ramos, um pouco nervoso, permitiu, com infelicidade, o empate ao Chaves que, naturalmente, pouco fez para  o merecer.

  • JOGO: Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde
    ASSISTÊNCIA: 1159 espectadores
    ÁRBITRO: João Capela
  • AO INTERVALO: 1-1
  • MARCADORES: 1-0 Galeno, 9′; 1-1 Delgado, 24′; 1-2 Tomané, 52′; 
    2-2 Bruno Moreira, 74′
  • DISCIPLINA: Cartão amarelo a Tarantini (16′), Ricardo Alves (28′ e 60′), Delgado (37′), Jaquité (78′), Bruno Moreira (78′), Ronan (90’+5′). Cartão vermelho por acumulação  Ricardo Alves (60′). Vermelho direto para João Schmidt (após o final do jogo).
  • RIO AVE, 2
    Leo Jardim, Nadjack, Nélson Monte, Buatu, Matheus Reis, Jambor, João Schmidt, Tarantini (André Silva, 59′), Galeno, Bruno Moreira, Murilo (Ronan, 59′).
    SUPLENTES: Paulo Vítor, Rúben Semedo, Ronan, Leandrinho, Afonso Figueiredo, Vitó e André Silva)
    TREINADOR: Daniel Ramos.
  • TONDELA, 2
    Cláudio Ramos, Moufi, Ricardo Alves, Ricardo Costa, Joãozinho, Jaquité, Delgado (Tembeng, 64′), Bruno Monteiro, Xavier (Jhon Murillo, 89′), Peña (Pité, 64′), Tomané.
    SUPLENTES: Pedro Silva, Tembeng, Pité, Jhon Murillo, João Reis, João Mendes e Arango).
    TREINADOR: Pepa.

RESULTADOS DA JORNADA (20.ª)

  • Rio Ave – TONDELA 2-2
  • Chaves – Marítimo
  • Santa Clara – Portimonense
  • Guimarães – Porto
  • Sporting – Benfica
  • Nacional – Setúbal
  • Boavista – Feirense
  • Aves – Braga
  • Belenenses – Moreirense

PRÓXIMA JORNADA (21.ª)

  • Braga – Chaves
  • TONDELA – Guimarães
  • Setúbal – Belenenses
  • Boavista – Santa Clara
  • Feirense – Sporting
  • Marítimo – Aves
  • Portimonense – Rio Ave
  • Benfica – Nacional
  • Moreirense – Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »