ACERT PODE CONTAR COM O APOIO DO MUNICÍPIO no valor de 152 mil euros

A Câmara Municipal de Tondela aprovou ontem (dia 26 de Fevereiro) o protocolo anual com a ACERT, no valor de 152 mil euros

A decisão foi tomada, por unanimidade, durante a reunião do executivo municipal, que decorreu na manhã desse dia, nos Paços do Concelho. Este montante serve para apoiar a programação regular da ACERT e quatro grandes eventos: a Queima de Judas, Tom de Festa, FINTA e um concerto no dia 25 de Abril.

Para o presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António de Jesus, este protocolo de apoio exige “um esforço adicional por parte do Município, que não quer deixar de acompanhar o projecto da ACERT”.

“Olhamos para o movimento associativo como um pilar fundamental para a coesão social e territorial, ao mesmo tempo que respeitamos a independência criativa e a capacidade de organização das suas estruturas e dirigentes. É neste quadro de respeito mútuo que alicerçamos o crescimento do nosso território”, refere o autarca.

Ao longo da reunião, foi também aprovada, por unanimidade, a instrução do processo de suspensão parcial dos instrumentos de gestão territorial, na ZIM da Adiça/Tondela, numa área de aproximadamente 6 mil metros quadrados. Será solicitada a devida apreciação e emissão de parecer à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR C).

Foi ainda aprovada a venda de uma parcela de terreno à empresa Fresenius Kabi – Labesfal, para integrar na área de expansão da sua unidade industrial, sita no Lajedo (Santiago de Besteiros).

Mapa do pessoal para 2019 gera polémica por parte do PS

Ao longo da reunião, foi ainda deliberado pelos edis do Município, solicitar à Inspecção-Geral de Finanças (IGF) que seja feita a apreciação dos procedimentos concursais, levados a cabo no mandato em curso.

Esta deliberação contou com os votos a favor do PSD e dois votos contra dos vereadores da oposição (PS) que, no entanto, manifestaram a intenção de solicitar a mesma avaliação.

Esta decisão surge depois do PS ter levantado algumas dúvidas em relação à alteração de mapa do pessoal para 2019.

De acordo com a vereadora dos Recursos Humanos da Câmara Municipal de Tondela, Sofia Ferreira, o recurso à reserva de recrutamento para colocar outro colaborador resulta da necessidade da articulação/coordenação dos serviços educativos do Museu, Biblioteca e Arquivo. 

“O concurso foi transparente e pode ser consultado por qualquer entidade. Como impõem a Lei, os candidatos que obtiverem classificação positiva integram a reserva de recrutamento”, concluiu.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »