RUGBY CLUBE DE TONDELA COM GINÁSIO INAUGURADO

Gabriela, Miguel, José Carlos, José António, Pedro Adão e José Dias

O Rugby Clube de Tondela não tem parado de evoluir, desde que se separou, como secção, do Clube Desportivo de Tondela, reformulando-se em associação desportiva da modalidade, transferindo-se, com armas e bagagens, para o campo do Escola Futebol Clube.

A falta de instalações desportivas próprias e campo adstrito para a prática da modalidade, o Rugby Clube de Tondela encetou um bem estruturado programa de introdução de relvado, iluminação, reabilitação de balneários e acessos condignos às instalações.

Para tanto, tem contado com as parcerias da Câmara Municipal de Tondela, da Junta de Freguesia de Molelos e do próprio Escola Futebol Clube, constituindo a última conquista para o Rugby Clube de Tondela, um moderno Ginásio, que foi inaugurado na tarde do último sábado, dia 26 de Outubro, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Tondela, presidentes das Juntas de Molelos e Tondela/Nandufe, presidente do Escola, entre outros convidados, dirigentes do RCT e atletas.  

Praticamente em ambiente de festa, o RCT inaugurou o seu novo projecto, que é, praticamente, a “cereja no topo do bolo”, nas instalações desportivas do clube. Trata-se de um ginásio que pretende ser um complemento aos treinos e jogos que acontecem naquele campo de jogos que, afinal, está na área da cidade.

UM CLUBE COM MAIS JOGADORES INTERNACIONAIS

Explicações do Presidente do RC Tondela

De acordo com o presidente da direcção do RCT “nós somos o clube de Tondela e arredores com mais jogadores internacionais e todos eles precisam de treinar, o que é uma condição básica para quem anda em alta competição”.

Miguel Marques adiantou que actualmente, nos vários escalões da formação, mais de uma centena de atletas pratica a modalidade do rugby no concelho de Tondela.

Sendo o rugby um desporto de “luta e de sofrimento”, como disse, os atletas necessitam Explicações do Presidente de se “preparar cada vez mais”, estando, assim, justificado, o investimento num ginásio voltado para a saúde e o bem-estar de quantos frequentam aquelas instalações a que o RCT deu corpo, com o apoio das autarquias envolvidas e com o próprio esforço dos dirigentes.

Além disso, a ideia é agora poder abrir o novo espaço a todos os sócios da colectividade e também à comunidade em geral, uma necessidade que atletas e dirigentes do RCT têm vindo a sentir.

O responsável apontou ainda que “neste momento, faltam apenas casas de banho públicas”, para completar aquele equipamento desportivo, frequentado por mais uma centena de atletas de várias idades, nomeadamente, nos escalões de sub-8, sub-10, sub-12, sub-14, sub-16, sub-18 e seniores masculinos e femininos e femininos seniores sub-17.

José Dias, presidente da Junta de Molelos, mostrou-se também muito satisfeito com os progressos e sucessos do clube e pelas obras realizadas em favor dos jovens, que devem estar ocupados em actividades desportivas salutares.

OBRAS EM VÁRIAS FASES RONDAM OS 150 MIL EUROS

Aspecto do interior do ginásio

Já o presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António de Jesus, falou num investimento que ronda os 150 mil euros, “nas várias intervenções feitas e nos diferentes momentos”.

No entanto, “provavelmente este valor poderia ser duplicado, se não houvesse o empenho, o envolvimento e a dedicação dos dirigentes e da Junta de Freguesia de Molelos”, sendo este “um grande exemplo que se dá ao desporto, ao concelho e às associações”.

O autarca diz que se “valorizou naquilo que existia, dando-lhe mais capacidade”, referindo-se à instalação do campo relvado, em ordem ao que o rugby dele espera, num primeiro momento, que também permite a prática de outras modalidades e, num segundo momento, a requalificação das próprias infraestruturas, bem enquadradas e de aspecto agradável.

Depois, o equipamento do espaço para permitir que os atletas em particular, tenham melhores condições na sua preparação.

“ONDE EXISTE O TRABALHO DE TODOS, O SABOR É OUTRO”

Aspecto exterior do Ginásio do RC Tondela

Sobre o ginásio, propriamente dito, o autarca referiu o protocolo com a Junta para co-financiar a conclusão da obra, tendo referido que foram aproveitados recursos, como o pavimento, que estava desaproveitado e que fora removido do Pavilhão Desportivo Municipal de Tondela, há mais de uma dezena de anos, sendo “um bom exemplo de reaproveitar aquilo que por vezes se pode ter de utilidade”, como foi o caso.

As obras que ali estavam, para o autarca, “são também muito da força, da dedicação da Junta de Freguesia e dos dirigentes que aqui estão, porque há muito trabalho que não está quantificado e que tem muito a ver com o empenho permanente e diário na procura de melhores soluções, mais económicas, mais adequadas e acima de tudo com o envolvimento das pessoas”.

Valores do RCT…

Quando as coisas nos caiem do céu “entre aspas”, normalmente nunca as valorizamos, mas como são conquistadas com o nosso esforço, com o trabalho de todos aí, o sabor é outro. É um sabor de que aquilo nos pertence”, sustentou o autarca, com tempo, ainda, para falar de outros investimentos em Molelinhos, nas instalações, vizinhas, do Escola, que, nessa tarde, visitou com José Dias.

Gabriela Silva, vice-presidente do RCT, disse ter entrado no rugby com 40 anos, tendo referiu que tudo isto era o sonho de Miguel Marques. “O Miguel sempre sonhou, fez o campo, fez o ginásio e ter isto tudo. Passámos por muitas barreiras, passámos por muitos problemas. Estes jovens devem também ter um sonho, enfrentando rodos os problemas, todas as barreiras, porque só assim é que conseguimos valorizar aquilo que temos”, aludindo ao presidente do Município.

Seguiu-se um beberete no piso térreo das instalações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »