CD TONDELA: Mais uma derrota e o espectro da “lanterna vermelha”

Enquanto outros fazem pela vida, conseguindo excelentes resultados frente, até, a equipas mais poderosas, o Desportivo de Tondela tem dado “tiros nos pés”, somando empates e derrotas, que o vão mantendo à beira do “abismo”, isto é, nos lugares de despromoção.

Foi o que aconteceu, mais uma vez, frente ao seu público, no Estádio João Cardoso, em que a equipa auriverde perdeu neste domingo (28 de Outubro) por 1-2 frente ao Vitória de Setúbal, num jogo que, mais uma vez, demonstrou as fragilidades da equipa orientada por Pedro Filipe (Pepa).

Num duelo descolorido, sem chama, o conjunto da Terra de Besteiros não conseguiu desfeitear a estrutura sadina e que levou o Vitória FC para o intervalo na frente do marcador graças a um golo de Vasco Fernandes aos 37 minutos, na sequência de um contra ataque de Frédéric Mendy. O remate ainda desvia em Ícaro Silva, o que enganou Cláudio Ramos, sem hipótese de defesa.

Em desvantagem, Pepa mexeu nas peças ao intervalo, fazendo entrar no reatar do jogo Chicho e Murillo para os lugares de Delgado e Bruno Monteiro, mudanças que deram maior pendor ofensivo ao CD Tondela. No entanto, voltou a ser o conjunto do Bonfim a marcar de novo com Frédéric Mendy a fazer 0-2 aos 77′ na sequência de um livre lateral.

Apenas aos 80 minutos, o Desportivo de Tondela consegue um golo, este por intermédio de Tomané, dando sequência a um cruzamento de Xavier. Mesmo nessa altura, se esperava a reviravolta do marcador ou, pelo menos, o golo do empate, mas isso não aconteceu, porque houve muito anti-jogo dos visitantes e os beirões não descolaram, enquanto o Setúbal deu um “salto” até ao 7.º lugar, à condição. É caso para dizer que, com manha, também se ganha…

Se os resultados negativos se mantiverem, é de crer que o CD Tondela SAD reveja a continuidade, ou não, do seu treinador.

O Setúbal fez anti-jogo

No final do jogo, o técnico do Tondela lamentou que, “nos últimos 15 minutos, houve três minutos de tempo útil e isso é triste para o futebol e é mau para nós que estávamos a correr atrás do tempo e depois dar cinco minutos [de compensação] é incompreensível.” 

  • JOGO: Estádio João Cardoso, Tondela
    ASSISTÊNCIA: 1.393 espectadores
    ÁRBITRO: João Malheiro Pinto
  • AÇÃO DISCIPLINAR: cartão amarelo para André Sousa (30′), Ricardo Costa (82′), Xavier (83′) e Eber Bessa (83′), Chicho Arango (86′) e Joel Pereira (90′).
  • MARCADORES: 0-1 Semedro, 37′; 0-2 Frédéric Mendy, 77′; 1-2 Tomané, 80′

TONDELA, 1

  • Cláudio Ramos; David, Ícaro Silva, Ricardo Costa (Pité, 84′), Joãozinho; Hélder Tavares, Bruno Monteiro (Chicho, 46)’, Sergio Peña; Xavier, Delgado (Jhon Murillo, 46), Tomané.
  • SUPLENTES: Pedro Silva, Pité, João Reis, Jorge Fernandes, Jaquité, Jhon Murillo e Chicho Arango.
    TREINADOR: Pepa.

V. SETÚBAL, 2

  • Joel Pereira; , Mano, Vasco Fernandes, Dankler, André Sousa (Nuno Pinto, 29′); Eber Bessa, Semedo, Mikel; Nuno Valente (Artur Jorge, 72′), Alex (Jhonder, 84′), Frédéric Mendy.
  • SUPLENTES: Milton Raphael, Artur Jorge, Nuno Pinto, Valdu, Zéquinha, Erasmus e Jhonder.
    TREINADOR: Lito Vidigal.

RESULTADOS DA 8.ª JORNADA

  • Aves – Santa Clara 1-2
  • Belenenses – Benfica 2-0
  • Nacional – Portimonense 0-1
  • Sporting – Boavista 3-0
  • Guimarães – Braga 1-1
  • Rio Ave – Chaves 1-0
  • Porto – Feirense 2-0
  • Moreirense – Marítimo 1-0
  • TONDELA – Setúbal 1-2

 PRÓXIMA JORNADA (9.ª)

  • Benfica – Moreirense
  • Boavista – Guimarães
  • Braga – Setúbal
  • Santa Clara – Sporting
  • Feirense – TONDELA
  • Marítimo – Porto
  • Chaves – Aves
  • Portimonense – Belenenses
  • Rio Ave – Nacional

 TONDELA – BENFICA a 11 de Novembro, na 10.ª jornada

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »