EM JOGO ANTECIPADO O CD TONDELA BATE O AVES E POSICIONA-SE NA 5.ª POSIÇÃO NA TABELA À CONDIÇÃO

Desportivo de Tondela com o melhor registo de sempre, fora de casa, no arranque da I Liga

Com a vitória dos beirões de Besteiros, agudiza-se a crise que se apossou do Desportivo das Aves, da Vila das Aves, comandado por Augusto Inácio, mantendo o último lugar na tabela, com apenas três pontos, o que levou os seus adeptos a manifestarem-se contra os maus resultados.

Mas tal situação, não interessa aos prosélitos da equipa agora comandada por Natxo González, que, fora do seu estádio, já leva 11 pontos conquistados, enquanto que, nos jogos em Tondela, apenas conseguiu um empate.

A este propósito, o técnico espanhol, deixou claro que “estamos a ser melhores fora, vamos ver se somos capazes de melhorar em nossa casa. Queremos estar fortes diante dos nossos adeptos, pois neste momento têm de viajar para ver a equipa ganhar”.

O correspondente do “Record”, disse: “Ao fim de oito jogos na Liga, eis que o Tondela está na 5.ª posição da tabela, ainda que com um jogo a mais face à concorrência – este, relativo à 9.ª jornada. Mas é inquestionável o belo arranque de campanha dos beirões, que se sentem em casa quando estão na casa dos outros. Dos 12 pontos conquistados, 11 foram como visitantes, o que é, no mínimo, insólito”.

Contudo, o golo alcançado teve “ajuda” do guardião da equipa da casa, que, como diz o correspondente, “foi uma autêntica pedra de gelo em cima deste”, tendo brincado com o título que escolheu: “Beirão com uma pedra de gelo”…

O Tondela nem fez um jogo brilhante, mas o bastante para sair de Aves com a vitória, uma vez que, aos 50 minutos, Denilson, com a baliza escancarada, falhou estrondosamente o golo, quando apenas, necessitava de encostar para as malhas.

FICHA DO JOGO

  • JOGO: Estádio do CD Aves
  • ESPECTADORES: 1336
  • ÁRBITRO: João Pinheiro (Braga)
  • ASSISTENTES: Bruno Rodrigues e Álvaro Mesquita; 4.º ÁRBITRO: Iancu Vasilica; VAR: Hélder Malheiro; VAR ASSISTENTE: António Godinho
  • RESULTADO AO INTERVALO: 0-0
  • GOLO: 0-1 Beunardeau, p.b. (77’). Remate de Richard Rodrigues. Falcão cortou na pequena área mas a bola embateu em Beunardeau e acabou por entrar na baliza do Aves.
  • DISCIPLINA: Cartão amarelo para Mato Milos (56’) e Pepelu (87’)
  • TEMPO EXTRA: 2+5’
  • POSSE DE BOLA: 53% Aves e 47% Tondela
  • O MELHOR DO JOGO: Cláudio Ramos teve saídas eficientes. Na situação de maior aperto, aos 74’, negou o golo a Welington com a perna.    

AVES, 0 (5x3x2)

  • Beunardeau; Jailsom (73’), Mato Milos, Adam Dzwigala, Falcão, Afonso Figueiredo; Luís Fernando, Rúben Oliveira, Enzo Zidane (45’), Mohammad e Welington (80’).
  • Kahraba (45’), Miguel Tavares (73’), Peu (80’).
  • TREINADOR: Augusto Inácio

TONDELA, 1 (4x4x2)

  • Cláudio Ramos; Fahd Moufi, Phillipe Sampaio, Yohan Tavares e Filipe Ferreira; João Pedro (87’), Pepelu, Xavier e Jonathan Toro (66’); Tomislav StrKali (67’) e Denilson.
  • Jhon Murillo (66’), Richard Rodrigues (67’) e Pité (87’).
  • NÃO UTILIZADOS: Babacar Niasse, Bruno Wilson, Jaquité e Rúben Fonseca.
  • TREINADOR: Natxo González.

PRÓXIMA JORNADA (8.ª)

  • Gil Vicente – Portimonense
  • Ferreira – Rio Ave
  • Braga – Santa Clara
  • Porto – Famalicão
  • Belenenses – Aves
  • TONDELA – Benfica
  • Moreirense – Boavista
  • Sporting – Guimarães
  • Setúbal – Marítimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »