INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE ANA DE GONTA COLAÇO no Museu Terras de Besteiros

A cerimónia de inauguração da exposição intitulada “Ana de Gonta Colaço” decorreu durante a tarde do dia 30 de Novembro, no Museu Terras de Besteiros, perante dezenas de convidados.

Nesta ocasião, o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Tondela, Miguel Torres, realçou o papel da importante mulher escultora que foi Ana de Gonta Colaço, na primeira metade do século XX.
“Trata- se de uma personagem fascinante que para além da escultura, se destacou na luta pelos direitos da mulher no século XX “, acrescentou.
Esta mostra tem a particularidade de tomar lugar em dois núcleos simultâneos, com o acervo artístico a ficar em exposição no Museu Terras de Besteiros, enquanto que o acervo documental está patente na Biblioteca Municipal de Tondela.
Contou com a curadoria da artista contemporânea Ana Pérez-Quiroga, que fez uma visita guiada aos convidados e teve oportunidade de dar uma breve explicação sobre os retratos escultóricos que estão expostos.

Estas são peças que pertencem ao espólio da Biblioteca Municipal de Tondela, tendo o seu depósito sido feito por Maria Cristina, irmã da escultora Ana de Gonta Colaço.

“Esta exposição não é só para mostrar obras, mas mostrá-las num diálogo, com o meu trabalho. Um diálogo com ‘esculturas-móvel’, para criar ambiente como pensamos que poderia ter sido o atelier de Ana de Gonta Colaço”, referiu.
A exposição de Ana de Gonta Colaço poderá ser visitada até ao dia ‪08 de Março de 2020.

Ana de Gonta Colaço foi uma artista portuguesa, que viveu na primeira metade do séc. XX e que se dedicou sobretudo à escultura. Era neta do ilustre poeta e estadista Tomás Ribeiro, que foi presidente da Câmara Municipal de Tondela e filha de Jorge Colaço, famoso ceramista e Branca de Gonta Colaço.

A sua ligação a Tondela relaciona-se sobretudo com a povoação de Parada de Gonta, terra natal do seu avô e aldeia onde escolheu viver os últimos anos da sua vida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »