COM OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO anunciadas abriu o balneário termal de Sangemil

Abriu ao público na manhã desta segunda-feira, dia 1 de Abril, a época balnear nas Termas de Sangemil, localizadas na freguesia da Lajeosa do Dão, concelho de Tondela. 

Durante a cerimónia de reabertura, o presidente da Câmara de Tondela, José António de Jesus, apontou que pretendem aumentar o número de utentes das Termas de Sangemil, à semelhança do que já aconteceu no último ano, em que se registou uma maior procura depois do período de crise vivido em Portugal. 

As obras de reabilitação e ampliação do balneário das Termas de Sangemil, com vista à melhoria da eficiência energética, têm uma estimativa orçamental de 1, 2 milhões de euros, tendo sido submetida candidatura em Novembro do ano passado.

Sobre as obras, José António de Jesus explicou que numa primeira fase serão feitas captações com mais de 300 metros de profundidade, passando a água de 32 graus para uma escala superior a 60 graus. 

MUITAS MELHORIAS QUE VÃO TARDANDO

Para além da execução de novos furos e captações, será feito o isolamento térmico do balneário pelo exterior, assim como da sua cobertura. Serão ainda substituídas caixilharias, instalado um sistema fotovoltaico e um sistema de aproveitamento de energia geotérmica. 

A par disto, será ainda criada uma nova entrada principal a norte, com vista para o rio, os interiores e vãos das fachadas serão reorganizados e o elevador substituído. Posteriormente, numa segunda fase das obras, será ampliado o balneário, com a conclusão do último piso, sendo também criada uma piscina lúdica exterior. 

MELHORES ÁGUAS PARA PATOLOGIAS REUMATISMAIS

As Termas de Sangemil têm como primeira indicação terapêutica as patologias do foro reumatológico e algumas patologias músculo-esqueléticas como osteoartrites e espondiloses. 

Como segunda indicação, destinam-se ao tratamento de patologias das vias respiratórias superiores (ORL), como sinusites, faringites, amigdalites, rinites, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »