CD TONDELA INICIA MAL A TEMPORADA ao ser afastado da Taça da Liga pelo Penafiel

O Clube Desportivo de Tondela disputou com o Penafiel, no último sábado (2 de Agosto) a  eliminatória da Taça da Liga, perdendo a partida pela diferença mínima, vendo-se afastado prematuramente da prova.

Mau começo, nesta temporada de 2019/20, num claro indício de que a equipa, formada pela SAD de que é presidente o espanhol David Belenguer, sob a batuta de um treinador, também espanhol, não deu mostras de ser tão ideal assim, para a manutenção numa Liga competitiva como é a portuguesa.

Não obstante ser de um escalão inferior, a formação penafidelense apresentou-se bem organizada e com uma estratégica consistente, frente um CD Tondela que, desde cedo, deu mostras que pretendia ser senhor do jogo e seguir em frente na prova, mas foram só indícios, nada mais.

Com efeito, nos primeiros minutos, os beirões revelaram que a sua estratégia passava por surpreender com um golo madrugador, mas os durienses estiveram seguros no sector mais recuado, atacando apenas pela certa.

Por isso, não foi de estranhar que as oportunidades de golo tenham sido raras. A mais perigosa pertenceu ao Tondela, aos 32 minutos, quando Léo defendeu um remate de Xavier, após uma das raras desatenções defensivas.

Em cima do final da 1.ª parte, Gleison, de cabeça, desperdiçou um cruzamento de Yuri Araújo, que levava “selo de golo” na melhor ocasião dos 45 minutos iniciais.

Com outra dinâmica ofensiva, como dizem as crónicas do jogo, o Penafiel fez uma segunda metade de qualidade. Pires ainda ameaçou (71’) antes de decidir, tal como já havia feito na ronda anterior, com o Ac. Viseu e com o seu instinto goleador, colocou os penafidelenses na fase de grupos.

  • JOGO: Estádio 25 de Abril, em Penafiel
  • ASSISTÊNCIA: 1.500 espectadores
  • ÁRBITRO: António Nobre (Leiria)
  • AUXILIARES: Pedro Martins e Pedro Felisberto
  • AO INTERVALO: 00
  • MARCADOR: Pires (74’)
  • DISCIPLINA: Cartões amarelos para Vini (37’), Romeu Ribeiro (52’), Pepelu ((58’), Rúben Fonseca (71’), Coronas (77’), Paulo Henrique (78’) e Inácio Santos (87’)

PENAFIEL, 1

  • Léo; Pedro Coronas, João Paulo, Vini e Paulo Henrique; Rafa Sousa, Romeu Ribeiro (Yuri Araújo 80’), Ludovic, Gleison (67’), Pires (85’;
  • SUPLENTES UTILIZADOS: Inácio Santos (67’), Capela (80’), Ronaldo Tavares (85’).
  • TREINADOR: Miguel Leal.

TONDELA, 0

  • Cládio Ramos; Moufi, Bruno Wilson, Tavares e João Vigário; Jaquité (74’), Pepelu e Bruno Monteiro; R. Castillo (64’), Richard Rodrigues e Xavier (55’).
  • SUPLENTES UTILIZADOS: Murillo (55’), Rúben Fonseca (64’) e Pedro Augusto (74’).
  • TREINADOR: Natxo González. 
  • NAS CABINES
  • MIGUEL LEAL: “Entrámos com algum receio, mas na segunda parte estivemos melhor e os jogadores deram o máximo”.
  • NATXO: “Tivemos pouca eficácia nas poucas ocasiões que criámos. O jogo teve muitas paragens e isso não foi bom”.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »