ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA E RECREATIVA DE PARADA DE GONTA COMEMOROU 33 ANOS DE EXISTÊNCIA

Aspecto do Jantar ADCR Parada de Gonta

Em 1986, foi fundada a Associação Desportiva Recreativa e Cultural de Parada de Gonta, mas a sua vida não tem sido fácil ao longo dos anos e, por falta de juventude, corre o risco de soçobrar, como outras ali fundadas e que, igualmente, vivem com o espectro do encerramento.

Para comemorar a efeméride, foi realizado na noite de 29 de Outubro, um jantar nas instalações da associação, junto ao campo Tomaz Ribeiro, que serviu para Luís Sá, presidente da Direcção da colectividade, enumerar e dar ênfase às actividades que se vão realizando ao longo do ano.

Luís Sá – ADCR Parada de Gonta

Neste caso, está o programa “Saúde em Dia”, para combate ao sedentarismo, num projecto do Município e com o apoio da Junta de Freguesia e a parceria da ASSODREC.

Para além do exercício físico, destinado à saúde e bem-estar dos paradenses, o projecto estende-se à “Saúde na Piscina”, com aulas de hidroginástica, a “Saúde com Memória”, um programa de estimulação cognitiva e a Oficina de Artes Criativas e Expressão Plástica, sem esquecer a sua participação nos Jogos Desportivos do Concelho de Tondela, que a Câmara Municipal organiza anualmente. Todas estas acções, têm a monotorização dos professores Miguel Ferreira, Bárbara Joaquim e Celina Castainça e ainda da psicóloga Mariana Carreira. 

No seu discurso, perante o actual vice-presidente do Município, Pedro Adão, entre outros vereadores e convidados e o novo pároco local, padre João Dele, natural de Benguela (Angola), Luís Sá diz temer pelo futuro da associação a que preside, por falta de juventude, uma vez que a mocidade de Parada está sempre ausente. E o mesmo poderá acontecer noutras colectividades locais, praticamente votadas ao abandono pela população da freguesia, composta por cerca de 600 pessoas, salvo erro.

Luís Sá deixou um agradecimento, não só ao Município, mas também a quantos dão o apoio nas actividades da associação, quer a nível de empresas da região, quer ao nível de personalidades de reconhecido mérito.

O FUTUROL DAS ASSOCIAÇÕES EM PERIGO POR FALTA DE GENTE

Luís Pereira (direita) e, na esquerda, Pedro Adão

Falou depois o presidente da Junta de Freguesia, Luís Fernando Pereira, onde deixou claro que cabia, a todos os paradenses, “pensar qual o futuro para as nossas associações”, dizendo concordar com Luís Sá, quando manifesta essa preocupação, que tem de ser “uma preocupação de todos”, futuro esse que “deve ser discutido e feita uma reunião, um plenário, como lhe queiram chamar e ser discutido o futuro das associações de Parada de Gonta”, associações essas, “que se vão mantendo, mas com meia dúzia de pessoas”. Aqui teria lembrado que, quando fez parte de uma das associações locais, teria manifestado esse desejo, face à “falta de pessoas para trabalhar nas associações”.

Disse esperar que, para o ano, “estejamos cá outra vez, com os nossos projectos, da Junta de Freguesia, com os projectos das associações, com todos vós e que consigam, também, cada vez mais, trazer mais pessoas para o “Saúde em Dia”, onde praticamente, só aparecem senhoras”.

JUNTAR AS PESSOAS NUMA ÚNICA ASSOCIAÇÃO

Jantar 33 anos ADCR P. Gonta

Encerrou o vereador Pedro Adão, que deixou um cumprimento especial aos frequentadores do projecto “Saúde em Dia”. Dando as boas-vindas ao concelho de Tondela ao novo pároco de Parada de Gonta, reconheceu as naturais preocupações de Luís Sá sobre o possível encerramento das associações de Parada, uma vez que as pessoas, nessas associações, são cada vez em menor número e, “se calhar, está na altura de pararmos um bocadinho, pensarmos, se não vale a pena a gente juntar-se e, de várias associações, fazer uma única associação, unir esforços, e isso seria uma maneira de colmatar essas falhas”, sublinhou o autarca.

Seguidamente, o autarca elogiou o trabalho de Luís Sá, na medida em que “tem sido o mentor deste projecto ´Saúde em Dia´ e, independentemente de não conseguir a substituição na direcção, não tem baixado os braços, tem continuado a manter os projectos vivos, as instalações com vida”.

Pedro Adão apelou para que as gentes de Parada de Gonta não baixem os braços e que, todos juntos, em união, seja criada apenas uma associação que a todas represente, uma vez que o Município ajudará na medida das suas possibilidades.

Pedro Adão deixou, ainda, ao jornalista, um “cumprimento muito especial”, porque foi “o único elemento da comunicação social presente”.

A MINHA SUGESTÃO

Não seria despiciendo deixar uma sugestão, apenas uma ideia, a juntar a outras, sobre o nome dessa nova e única instituição, resultante da fusão de todas:

ASSOCIAÇÃO TOMAZ RIBEIRO – União das Associações de Parada de Gonta.

A instituição teria, então, as secções de Deporto e Tempos livres, Actividades Culturais e Recreativas, Departamento da Solidariedade Social, Folclore e Música Tradicional Portuguesa.

ASSOCIAÇÕES DE PARADA DE GONTA

  • ADCR – Associação Desportiva Cultural e Recreativa
  • OS AMIGOS
  • ASSODREC – Associação de Solidariedade Social
  • Rancho Folclórico de Parada de Gonta
  • Grupo de Cantares Tomaz Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »