CENTRO ONCOLÓGICO DE VISEU, FINALMENTE AO FIM DE SEIS ANOS DE PROMESSAS

Em comunicado dirigido hoje ao “Beirão Online”, os deputados do PSD, eleitos pelo círculo eleitoral de Viseu, manifestam público agrado pelo lançamento do aviso que permitirá ao Centro Hospitalar Tondela-Viseu aceder a fundos comunitários.

Esta iniciativa vem assim ao encontro de todas as iniciativas e propostas políticas que o PSD diz ter realizado nos últimos 6 anos na Assembleia da República, sobre esta matéria, desde que se tomou a decisão da sua construção em 2015.

“Não deixamos, contudo, de registar que se trata de um processo tardio cujo adiamento muito tem prejudicado os viseenses. É do conhecimento de todos que, desde 2015, o Governo e o PS andaram a enganar os viseenses com sucessivos anúncios e embustes”, salienta o PSD e acrescenta que, “mesmo agora, esta iniciativa vem ao arrepio do que era a vontade do Governo para o ano em curso, uma vez que o Orçamento de Estado não previa qualquer artigo para o efeito”.

  • JOÃO AZEVEDO QUER TIRAR DIVIDENDOS PESSOAIS

Para o PSD, trata-se de uma causa que une os habitantes do distrito de Viseu e que foi assumida por todos como “a mais importante para a melhoria da nossa qualidade de vida. Repudiamos, por isso, que o deputado João Azevedo venha agora querer retirar dividendos pessoais de uma luta que tem unido os partidos, autarcas, profissionais de saúde e forças vivas da região”, esclarece.

Esta “xico-espertice” do deputado, assumem os sociais-democratas, “é facilmente desvendada quando chumbou a proposta do PSD para incluir no Orçamento de Estado para o ano em curso, medidas para a construção do centro oncológico. Agora que o trabalho está feito, vem reclamar louros pessoais? Os viseenses exigem e merecem respeito! Onde esteve o senhor deputado nos últimos anos? Ao lado do PS e do Governo que, de habilidade em habilidade, enganaram os viseenses? Silenciado pela cumplicidade partidária? Por muito aproveitamento que se queira retirar, o mérito é de todos os que lutaram e não desistiram”, denuncia.

  • TAMBÉM A CIM AJUDOU…

A pressão e iniciativa dos autarcas da CIM, ainda segundo o comunicado a que aludimos, “é um facto que também queremos realçar e reconhecer. O trabalho de manter esta causa na agenda como a maior prioridade para a região para o próximo quadro comunitário e agora a capacidade de conseguir antecipar para o Portugal 2020, demonstram que a prioridade sempre foram as pessoas e nunca o protagonismo político e individual”.

“Está dado o primeiro e importante passo, para termos mais uma resposta de saúde diferenciada, melhorando as condições de trabalho dos profissionais de saúde e sobretudo, de cuidados para os utentes.  Resta agora, aguardar pelo trabalho do conselho de administração para que lance o concurso no valor de 24 milhões de euros, com a máxima celeridade, de modo a que o centro oncológico, com todas as valências, seja uma realidade nos próximos 2 anos”, concluiu o comunicado dirigido ao nosso jornal, pelos deputados do PSD de Viseu na Assembleia da República.