TAÇA DE PORTUGAL: TONDELA-LEIXÕES, 3-1

Beirões carimbam passagem aos oitavos num final de loucos

O Tondela preencheu a última vaga nos oitavos de final da prova rainha ao bater, por 3-1, a ‘Armada do Mar’, num jogo com um final de loucos. Três dos quatro golos do jogo foram marcados nos últimos seis minutos da partida.

O início do jogo foi muito dividido e a equipa de José Mota, que assistiu na bancada por estar a cumprir castigo, entrou sem medo de atacar a baliza adversária. O Tondela ia tentando controlar o jogo, mas o Leixões pressionava alto.

Os beirões ganhavam vantagem e o golo esteve perto de acontecer aos três minutos. João Pedro adiantou Boselli que se desmarcou, ficando de frente para Stefanovic que defendeu para canto.

A resposta do Leixões não tardou. Wendel Silva rematou de esquerdo para defesa tremida de Niasse.

Aos oito minutos mais uma ameaça do avançado dos beirões na grande área. Mas que não passou disso mesmo… uma ameaça. O uruguaio não conseguiu cabecear.

Aos 13 minutos, mais uma vez Boselli…aquele que foi um dos últimos reforços do Tondela para esta época voltou a assinar uma jogada em que só faltou o golo. O sub-20 uruguaio progrediu pelo corredor direito e numa jogada combinada com João Pedro, Pedro Augusto não foi feliz, atirando por cima à entrada da pequena área.

Aos 20, novamente Boselli a tentar a sorte, mas o esférico a sair muito longe.

Aos 27, Léo Bolgado evitou o pior depois de o colega Stefanovic ter rececionado mal e oferecido a bola a Boselli, que quase fez golo.

Aos 35 minutos, Barbosa surgiu na esquerda e depois de combinar com Boselli, à boca da grande área, rematou para defesa fácil do guardião da ‘Armada do Mar’.

O golo do Tondela acabaria por surgir aos 35 minutos, por Boselli. Numa jogada muito bem trabalhada por Rafael Barbosa sobre a defensiva adversária que sobrou para cruzamento de Khacef para a área onde está… claro… Boselli! 1-0 com assinatura acrobática.

Na segunda parte, o Leixões carregava em busca do golo da igualdade e numa das aproximações à baliza de Niasse, Kiki rematou rasteiro junto ao poste direito.

Aos 71, de novo Rafael Barbosa a cruzar para a grande área e onde estava Boselli que cabeceou para as mãos do guardião da equipa de Matosinhos.

Dois minutos depois, foi Rafael Barbosa que levou a bola a passar muito próximo do poste direito.

O segundo golo do Tondela, aos 84, surge num momento de relaxamento da defesa do Leixões. Aproveita Tiago Dantas, que remata, à entrada da área, de pé esquerdo. Este foi o primeiro da carreira do jovem médio ao serviço do Tondela.

Léo Bolgado, aos 90, ainda reduziu a vantagem, na conversão de um livre batido por João Oliveira, mas, Murillo, acabado de entrar, não perdoou e aumentou a vantagem em mais um dos poucos momentos de desconcentração da defesa leixonense.

Final de loucos no João Cardoso, com Murillo a cruzar e Dadashov a rematar para fora.

  • FICHA DE JOGO
  • Jogo realizado no Estádio João Cardoso, em Tondela
  • Árbitro: Miguel Nogueira, auxiliado por Nuno Pereira e José Luzia.
  • Ao intervalo: 1-0.
  • TONDELA:Niasse; Bebeto, Ricardo Alves, Eduardo Quaresma, Khacef; Pedro Augusto (Tiago Dantas, 53’), João Pedro (C) (Murillo, 89’), Iker Undabarrena; Rafael Barbosa (Telmo Arcanjo, 89’), Boselli (Salvador Agra, 78’) e Rúben Fonseca (Dadashov, 78’).
  • LEIXÕES:Stefanovic (C); Léo Bolgado, Wendel Silva, Ben Traoré, Nduwarugira (Luisinho, 82’), Kiki (João Oliveira, 59’), França (Sapara, 59’), Calasan, Seck, João Amorim (Pastor, 82’), Thalis Henrique (Yuri, 70’).
  • Disciplina – cartões amarelos: Wendel (67’)
  • Vermelhos: nada a registar.
  • Golos: Boselli (36’), Tiago Dantas (84’), Léo Bolgado (90’), Murillo (91’)
  • Assistência: 469 espectadores
  • Mariana Rebelo Silva
  • com “Mais Futebol”
  • Foto de arquivo “Beirão Online”