CD TONDELA: Ganhar ao “grande” e perder com o “pequeno”…

Duas expulsões, um penalti inexistente e um segundo amarelo por mostrar a Marcão, além de vários falhanços dos avançados do CD Tondela, ditaram a derrota dos beirões em Chaves, onde nunca tinham perdido.

  • JOGO: Estádio Municipal Eng.º Branco Teixeira (Chaves)
  • ASSISTÊNCIA: 2.266 pessoas
  • ÁRBITRO: António Nobre (Leiria)
  • AO INTERVALO: 1-0
  • MARCADORES: André Luís (18’ na recarga de gp), Luther (57’) e Tomané (gp 90+8’)
  • DISCIPLINA: Cartão amarelo para Marcão (35’), S. Peña (45’), Ricardo Costa (62’), Rúben Macedo (71’), Luther (84’) e Paulinho (90’); Cartão vermelho directo a Ricardo Costa (62’)

GD CHAVES, 2 (4x2x3x1)

  • António Filipe; Paulinho, Maras, Marcão e Djalan (Luís Martins (89’); Gallo e Eustáquio; Luther, André Luís e Macedo (Jefferson 72’); William (Niltinho 80’).
  • SUPLENTES NÃO UTILIZADOS: Ricardo, Nuno Coelho, Bressan e Platiny.
  • TREINADOR: Tiago Fernandes.

CD TONDELA, 1 (4x4x2)

  • Cláudio Ramos; David Bruno, Ricardo Costa, Ricardo Alves e Joãozinho; J. Delgado (Murillo 60’), Bruno Monteiro, Peña (Tembeng 78’), António Xavier, Tomané e Arango (Ícaro 67’).
  • SUPLENTES NÃO UTILIZADOS: Pedro Silva, Patrick, Pité e João Reis.
  • TREINADOR: Pepa.

Na deslocação ao estádio do Grupo Desportivo de Chaves, onde nunca tinha perdido, o Clube Desportivo de Tondela foi nitidamente condicionado pela equipa de arbitragem, que viajou de Leiria. Refira-se, aqui, a grande penalidade assinalada a favor dos transmontanos, logo aos 18 minutos, que Marcão não concretizou, mas que André Luís converteu na recarga.

Acresce a expulsão do treinador beirão, aos 27 minutos e a expulsão de Ricardo Costa, aos 62’, ficando o Tondela reduzido a 10 unidades.

E, ainda, a não expulsão de Marcão, (que já tinha amarelo), aos 38’, quando cometeu a segunda falta à entrada da área da casa.

O Chaves aumentou a contagem, aos 57 minutos, num contra-ataque, em que a linha defensiva visitante estava desguarnecida.

TONDELA FALHOU SOBERANAS OPORTUNIDADES DE MARCAR

O Desportivo de Tondela, até ao final dos 90 minutos, foi incapaz de chegar ao golo e, até, empatar a partida, já que o 2-1 surge da marcação de uma grande penalidade a favor do Tondela, que Tomané converteu, já em tempo de descontos.

Sobre os falhanços dos dianteiros do Tondela, dizer que aos 38’ Delgado remata à barreira, na transformação de um livre, Ricardo Costa, remata ao lado, aos 39’, Tomané vê o guardião da casa a defender aquilo que seria o empate aos 45’, António Xavier remata, aos 47’ e Filipe defende para a frente e Arango, na recarga, isolado, falha estrondosamente, o golo.

Como quem não marca, sofre e depois de um canto do qual nada resulta, o Chaves, num contra-ataque rápido, faz o 2-0.

Mas os falhanços continuam. Aos 72’ Peña remata ao lado. Aos 90’ Tembeng tenta reduzir, sem sucesso e, já em tempo de descontos sobre descontos (90*5+3) a grande penalidade que dá o ponto de honra ao Desportivo de Tondela, com o Chaves a deixar a “lanterna vermelha”.   

Não se podem falhar tantas oportunidades…

FIGURA DO JOGO?

O “Mais Futebol”, no final do encontro, diz que Rúben Macedo, foi a “figura do jogo”, quando afirma:Estreia auspiciosa deste jovem, aquisição de inverno, vindo do FC Porto. Esteve nos lances que deram os dois golos do Desp. Chaves. Sofreu carga na área originando a grande penalidade que (na recarga) desbloqueou o marcador e, depois, foi ele quem desmarcou Luther Singh no lance que deu o 2-0”.

Como já se disse, Macedo “cavou” a grande penalidade e não sofreu carga, como diz o “Mais Futebol”.

RESULTADOS DA JORNADA 17.ª

  • Aves – Feirense 1-1
  • Boavista – Marítimo 0-1
  • Chaves – TONDELA 2-1
  • Guimarães – Moreirense 1-0
  • Rio Ave – Setúbal 1-1
  • Nacional – Belenenses 0-1
  • Santa Clara – Benfica 0-2
  • Portimonense – Braga 1-1
  • Sporting – Porto 0-0

PRÓXIMA JORNADA (2.ª volta)

  • Guimarães – Benfica
  • Aves – Setúbal
  • Belenenses – TONDELA
  • Chaves – Porto
  • Santa Clara – Marítimo
  • Rio Ave – Feirense
  • Sporting – Moreirense
  • Nacional – Braga
  • Boavista – Portimonense

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »