CD TONDELA FEZ “TREMER” O BENFICA mas não tem conseguido fugir à despromoção

A necessitar de pontos como o pão para a boca, para sair da zona de despromoção, o Tondela quase que apagava a Luz, pois esteve à beira de roubar pontos ao actual líder do campeonato.

A equipa auriverde tem realizado jogos muito pobres e permissivos no seu reduto, onde tem perdido a hipótese de, neste momento, estar fora das preocupações quanto à descida de divisão.

Enquanto isso, tem feito excelentes jogos com equipas superiores, como foi o caso dos três “grandes” e, agora, com o Benfica no Estádio da Luz, onde estiveram cerca de 60.000 espectadores.

É sempre bom, uma equipa modesta como é a de Tondela, ganhar ou roubar pontos a um dos “grandes” de Portugal, mas isso seria uma situação que viria por acréscimo, porque, em primeiro lugar, o CDT tem que fazer mais e melhor quando joga com equipas do seu campeonato, com as quais tem averbado resultados desastrosos.

Falando, apenas, dos jogos em casa, na 1.ª volta, o Tondela ganhou ao Moreirense, empatou com o Nacional, perdeu com o Setúbal, perdeu com o Benfica, perdeu com o Braga, ganhou ao Marítimo e ao Sporting. Na 2.ª volta, perdeu com o Aves, ganhou ao Guimarães, perdeu com o Porto e empatou com o Feirense.  

De todos os desaires, diremos que, pelo menos, o CDT teria que ter vencido o Nacional, o Setúbal, o Aves e o Feirense. Se assim fosse, não estaria hoje à beira do “precipício” como está. Se tivesse ganho, pelo menos, três daqueles jogos, teria, nesta altura, 34 pontos.

EQUIPA “GRANDE”, PARECIA O TONDELA !!

Neste jogo na Luz, no último sábado, a horas tardias, quem parecia uma equipa “grande”, era a do Clube Desportivo de Tondela, que esteve perto de fazer nova história frente ao actual líder da I Liga, que teve sempre muitas dificuldades em acertar com as malhas à guarda de Cláudio Ramos.

Nunca Tondela foi tão falado na noite televisiva, cujo nome foi repetido centenas de vezes. O CD Tondela em lugar de despromoção, a fazer a vida negra ao Benfica e a fazê-lo sofrer até ao final do encontro, pois teve, ainda, uma soberana oportunidade de empatar a partida, por Patrick, aos 90 minutos, só com o guardião pela frente e, se assim fosse, o clube encarnado deixaria de ser o líder.

Isto foi bonito para o Tondela, só não se compreende é que, com clubes do seu campeonato, não consegue impor o seu futebol e vencer como lhe compete. Ter uma equipa só para se impor frente aos “grandes”, é bonito, mas não chega. É preciso mais. E Pepa não tem conseguido arranjar o antídoto para reverter essa situação…

Em Lisboa, o conjunto treinado por Pepa mostrou que tem qualidade colectiva e individual para alcançar o objectivo, mas porque é que essa qualidade colectiva e individual, não aparece nos jogos em casa e noutros com clubes do seu tamanho?

Neste encontro, tanto o Benfica (2) como o Tondela (1) marcaram golos, mas foram anulados, dois, por posições irregulares e outro, por mão na bola, decisões correctíssimas, da equipa de arbitragem. Contudo, o Benfica queixa-se da falta de marcação de uma grande penalidade a seu favor e que poderia ter dado outro desfecho no resultado final.

Nesta jornada, vimos outros emblemas a fazer pela “vida”, como é o caso do Aves, do Boavista, do Santa Clara e do Marítimo. Que pela “vida” faça também o Desportivo de Tondela.

Em casa, tem, nas jornadas que faltam, a visita dos emblemas do Portimonense, do Boavista, do Santa Clara e do Chaves. Clubes ao seu alcance. Fora, vai ao Braga, ao Marítimo e ao Sporting. Três deslocações de “fogo”…

  • JOGO: Estádio do Sport Lisboa e Benfica, Lisboa
    ÁRBITRO: Carlos Xistra
    ASSISTÊNCIA: 56.594 espectadores
  • AO INTERVALO: 0-0
  • DISCIPLINA: Cartão amarelo a Tomané (36′), Bruno Monteiro (81′), David Bruno (90′), Taarabt (90’+2′), Ricardo Costa (90’+2′).
    MARCADOR: 1-0 Seferovic, 84′

BENFICA , 1

Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Pizzi (Taarabt, 71′), Gabriel, Samaris (Seferovic, 46′), Rafa (Jota, 79′), João Félix e Jonas.
SUPLENTES: Svilar, Corchia, Gedson, Cervi, Taarabt, Jota, Seferovic;
TREINADOR: Bruno Lage.

TONDELA, 0

Cláudio Ramos; David Bruno, Ricardo Costa, Jorge Fernandes, Joãozinho, Bruno Monteiro, João Pedro, Murilo (Pité, 66′), Delgado, Xavier (Patrick, 78′), Tomané (Peña, 63′).
SUPLENTES: Pedro Silva, Moufi, Tembeng, Pité, Peña, João Mendes, Patrick;
TREINADOR: Pepa.

RESULTADOS DA 27.ª JORNADA

  • Rio Ave – Aves 0-2
  • Boavista – Belenenses 2-0
  • Portimonense – Moreirense 0-2
  • Benfica – TONDELA 1-0
  • Braga – Porto 2-3
  • Chaves – Sporting 1-3
  • Santa Clara – Guimarães 1-0
  • Marítimo – Nacional – 3-2
  • Feirense – Setúbal (*)
  • (*) Hoje (1 de Abril

PRÓXIMA JORNADA 28.ª

  • Nacional – Aves
  • Feirense – Benfica
  • Porto – Boavista
  • Moreirense – Braga
  • Guimarães – Chaves
  • Setúbal – Marítimo
  • Sporting- Rio Ave
  • Belenenses – Santa Clara
  • TONDELA – Portimonense (*)
  • (*) 2.ª feira, dia 8 de Abril

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Traduzir »